5

MANEJO SUSTENTÁVEL  DE SOJA

4

RELAÇÃO PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL (RTRS)

3

BOAS PRÁTICAS 

2

SUPORTE E FORMAÇÃO TÉCNICA DOS PRODUTORES 

1

SENSIBILIZAÇÃO DOS PRODUTORES

Lições aprendidas

• Vencer a resistência inicial é o primeiro grande desafio para a adesão dos produtores a um  programa de  fomento à produção  de soja sustentável

• Visitar pessoalmente os produtores locais e entender a realidade de cada um é fundamental 
• Estabelecer uma relação de confiança
• Oferecer informações básicas e claras sobre  o processo e benefícios diretos e indiretos
• Apresentar informações técnicas sobre  o que é produção sustentável de soja 
• Articular com outras instituições, como associação de produtores, as estratégias  de sensibilização 

• Apresentar aos produtores as melhorias na gestão que minimizam os riscos e otimizam o negócio 

Como fazer

• Apresentar o conceito de sustentabilidade: ambientalmente responsável; economicamente viável; e socialmente justo  
• Esclarecer sobre a importância do manejo sustentável na melhoria da propriedade agrícola, no uso de recursos  naturais (solo e água) e na redução de impactos ambientais
• Abordar os aspectos de colaboradores (relações trabalhistas, saúde e segurança do trabalhador) 
• Mostrar impactos positivos na gestão da propriedade
• Apresentar exemplos concreto

Lições aprendidas

• Compartilhar conhecimento, possibilitar o acesso à tecnologia, monitoramento,  periodicidade e apoio ao produtor rural 
• Envolver os produtores no planejamento  dos treinamentos, a fim de gerar mais adesão ao programa e auxiliar na assimilação das novas técnicas de gestão da propriedade  
• Estabelecer metas de curto, médio e longo prazo para que as adequações sejam realizadas respeitando a realidade de cada produtor 
• Explicitar as fragilidades e riscos das fazendas se torna uma motivação para que o produtor promova melhorias nas propriedades
• Promover, junto aos produtores, um processo consistente de controles e registros, incluindo monitoramentos (SSO, agrícola, trabalhista e ambiental)
• Fomentar a participação dos produtores nas instituições, para que influenciem políticas públicas embasadas em suas demandas
• Prover informações técnicas sobre legislação e fragilidades na gestão da propriedade visando reduzir os custos de adequação

Como fazer

• Em produção empresarial ou de grande escala, envolver a maior quantidade de departamentos possíveis na formação técnica 
• Na produção familiar, a equipe técnica deve adequar a formação à realidade da propriedade e envolver todos os integrantes, sobretudo os filhos e  mulheres
• Estabelecer um cronograma para o processo de melhoria e adequação em conjunto com a equipe técnica e os produtores (caso a caso) 
• Envolver toda a cadeia de valores do setor no processo de suporte e  formação técnica do produtor
• Criar parcerias com instituições de ensino e pesquisa para a  de implantação de novas tecnologias

Lições aprendidas

• A necessidade de regularização à legislação gerou mudança de hábitos e melhorias na gestão da  propriedade 
• É preciso criar processos de incorporação das boas práticas nas propriedades 
• A produção sustentável independe da certificação RTRS e da linha de corte
• Com ferramentas adequadas, é possível difundir novas tecnologias na propriedade e envolver os jovens produtores

Como fazer

• Criar processos que induzam às boas práticas  em todos os seus aspectos 
• Treinar e acompanhar os produtores para a consolidação dos conceitos das boas práticas 
• Gerar adesão das boas práticas por meio da troca de experiência entre os produtores 
• Divulgar em grupos de produtores, eventos, associações etc os benefícios das boas práticas na gestão da propriedade e na produção de soja sustentável   
• Envolver toda a cadeia de valores do setor na promoção das boas práticas 

Lições aprendidas

• Importância da capacitação dos produtores rurais sobre  a certificação RTRS. Ex: reuniões, palestras, visitas técnicas, pré-auditorias, material de divulgação e eventos  
• Regra de desmatamento é uma premissa do padrão RTRS, porém incoerente com a realidade do Brasil, pois o código florestal permite aberturas de novas áreas, respeitandose o definido em cada bioma  
• A RTRS é um padrão de certificação que não vai atender a todos os produtores 
• É preciso um maior envolvimento da equipe RTRS no processo  de convencimento à adoção e implantação da certificação 
• Deve haver maior proximidade dos integrantes da RTRS  com os produtores brasileiros para que o processo de certificação e adequação das fazendas atenda a realidade do país

Como fazer

• A capacitação dos produtores e equipe deve abordar os  aspectos da aplicação do padrão em campo em todas as esferas: implementação, certificação, manutenção da certificação e inclusão de registros pertinentes   
• Fortalecer juridicamente a RTRS no Brasil
• Elaborar um plano de conduta para os membros da RTRS
• A RTRS precisa estimular a ampliação do mercado consumidor da soja certificada 
• Com a venda dos créditos é possíve manter o processo de certificação, sem o subsídio direto que o projeto proporciono

Lições aprendidas

O diagnóstico da propriedade de acordo com os critérios de produção sustentável da soja ajuda a identificar o volume de adequações necessárias, prazos e custos: 
• Impedir o plantio até a beira do rio ou cursos d’água
• Realizar as análises do uso do solo e dos recursos hídricos
• Fazer a identificação de pragas e doenças
• Abandonar a prática de queima de resíduos
• Cumprir com a NR31
• Preservar a água subterrânea
• Manter a vegetação natural de acordo com a legislação
• Reduzir o uso dos agroquímicos
• Monitorar espécies invasoras para melhor manejá-las
• Contar sempre com um Receituário Agronômico
• Adequar armazéns, depósitos e disposição de químicos e de embalagens vazias

Como fazer

• Orientar a criação de Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS):  coleta seletiva, construção de baias de separação de resíduos e destinação

• Utilizar a análise do solo para balancear o uso dos fertilizantes

• Implantar o plantio direto e rotação de cultura

• Aumentar o sequestro do carbono por meio da restauração da vegetação nativa e plantações florestais

• Conservar as matas ciliares, APP e curva de nível

• Conservar as estradas

• Gerir corretamente o uso de agroquímicos: produtos adquiridos e aplicados, com quantidades e datas; identificação da área em que foi efetuada a aplicação; nomes das pessoas que realizaram a preparação dos produtos e a aplicação no campo; identificação dos equipamentos de aplicação utilizados; condições meteorológicas durante a aplicação   

PUBLICAÇÕES DOS PARCEIROS

Please reload

Please reload

 

“Gente que Produz e Preserva”​

WWF Brasil

“Gente que Produz e Preserva”, parte 1​

CAT Sorriso

“Gente que Produz e Preserva”​, parte 2

CAT Sorriso

Fazenda Progresso

Completar

VIDEOS DOS PARCEIROS

“Gente que Produz e Preserva”​

WWF Brasil

“Gente que Produz e Preserva”​, parte 2

CAT Sorriso

Visita de estrangeiros às fazendas Santa luzia e Agroserra em São Raimundo das Mangabeiras

“Gente que Produz e Preserva”, parte 1​

CAT Sorriso

Fazenda Progresso

FAPCEN

Programa RTRS

Sindicato Rural Coromandel

FAPCEN

Programa RTRS

The Nature Conservancy

Programa RTRS

Sindicato Rural Coromandel

 

© 2016 Solidaridad Network